Arquivo da tag: nascimento

Maternidade: hora de repensar a carreira

Junto com o bebê recém-saído da maternidade, chega em casa uma nova mulher, que deixará a carreira de lado por alguns meses para iniciar-se como mãe. Porém, depois da licença-maternidade, muitas mulheres se sentem um pouco perdidas em relação ao retorno ao mercado de trabalho. E por que isso acontece?

De acordo com Stella Angerami, pioneira na prática do counselling no Brasil, – que possui ampla experiência no aconselhamento de executivos de alta gestão e nível gerencial e na formação de consultores, – isso ocorre por que as mulheres  não visualizaram antes o que aconteceria depois do nascimento dos filhos. “Na verdade, elas são pegas de surpresa com as rápidas mudanças que hoje acontecem no mercado e não se preparam para elas. Sair de licença e retornar requer um plano de negócios. Mas, como a maternidade deixa a mulher em estado alfa, isso nem passa pela cabeça das mamães. Com mais poder aquisitivo, elas estão mais preocupadas, por exemplo, com a escolha do enxoval,  do nome do bebe e da cor do quarto”, esclarece.

Stella, que é uma das autoras do livro “Bem-me-quer, malmequer: histórias verdadeiras de mulheres e suas escolhas de carreira”, da Editora Évora, alerta para o fato do ser humano ter ciclos e de diferentes durações, além de muitos talentos. “Ao despertar para o novo papel de mãe, a mulher se redescobre e aprende novas habilidades. Além disso, outros sentimentos são despertados, como a vontade de dividir mais o seu tempo entre trabalho e filhos, o prazer de diversificar as tarefas ao longo do dia e de não querer mais se submeter a tudo a qualquer preço”, orienta a especialista.

Sim, nessa fase, a mulher descobre uma nova escala de valores pessoais, o que a leva, em alguns casos, a arriscar-se na abertura de um negócio próprio. Para as empreendedoras, Stella aconselha ser preferível montar algo com que se tem afinidade, conhecimento e familiaridade. “O negócio tem que vir de dentro para fora, pois no momento do turbilhão externo,  como mudanças econômicas e estruturais, existe o suporte desse pilar de sustentação. Porém, para ser empresária, primeiro a mulher precisa entender se tem perfil para isso. Depois, questionar-se sobre a vontade de realmente tornar-se empreendedora e planejar qual será o seu negócio, com muita pesquisa, treinamento e os dois pés no chão”, conclui Stella, que voltará em breve ao Clube da Calcinha, após a chegada da filha, para nos contar sobre a condução da conciliação dos seus diferentes papéis.

Mais informações sobre o livro “Bem-me-quer, Malmequer: Histórias verdadeiras de mulheres e suas escolhas de
carreiras”, você encontra no site da editora www.editoraevora.com.br

Dia das Mães: Como dar nome aos filhos e outras coisitas sobre espiritualidade

Maio é um mês especial, principalmente por se comemorar em seu segundo domingo o Dia das Mães. E, por falar nesse dia maravilhoso, fomos às ruas perguntar às mães o que elas mais gostariam de saber com relação à espiritualidade, ao nome de seus filhos e também se elas “curtem” rituais.

A primeira pergunta foi: “Você gostaria que seu filho tivesse um nome que atrai saúde, amor e prosperidade?” A resposta foi sim, é claro. Vamos explicar:

Desde tempos imemoriais, os antigos sumérios, moradores da Mesopotâmia já usavam a “Ciência dos Números” para atrair prosperidade. Depois vieram os caldeus, os egípcios, os romanos e os hebreus, que se transformaram em judeus (religião judaica). Através de um estudo da data de nascimento de uma pessoa, mais o seu nome cabalístico (Mapa Numerológico Cabalístico Pessoal), é possível dizer, com certeza, se aquela pessoa será ou não feliz, próspera e saudável ao longo da vida. Um bom exemplo é o de que, entre os mil homens mais ricos do mundo, 937 são judeus, com nomes perfeitos.

Já as energias positivas que devem ser atraídas, podem ser através de rituais simples, feitos com velas coloridas. Tais rituais podem ser para atrair dinheiro e fortuna, amor e harmonia, proteção, auto-melhoramento, encorajamento, cura para o corpo, tratar de situações difíceis, ou até mesmo para tornar fértil um útero estéril.

Para se fazer este último ritual a pessoa deve, numa sexta-feira de lua Cheia, acender uma vela verde-claro (a cor da fertilidade) e repetir o encanto, duas vezes: “Ó gloriosa Mãe da Noite; dê-me a sua maternidade, nesta noite bela. O amor desta noite eu dedico à Tua Majestade, de modo que meu ventre avolume-se com a certeza de que uma criança saudável e forte nascerá de mim!”. Após ler este encantamento, duas vezes, ler o Salmo 103. Acredite, funciona.

Para saber mais magias e encantamentos, leia o livro: “A Magia das Chamas” que pode ser encontrado no site: www.shopplar.com.br.

Já os cuidados que uma mãe ou qualquer pessoa deve ter a respeito da espiritualidade (assunto longo e complexo), aconselho a todos que, na medida do possível, meditem, pois em recentes pesquisas realizadas nos EUA com mais de 60 mil pacientes de hospitais e voluntários os mais diversos, constatou-se que depois de meditarem de 15 a 30 minutos diariamente, após três meses:

* 56% não mais adoeceram;
* 87% apresentaram diminuição de problemas de coração e circulação;
* 55% eliminaram o câncer;
* 87% diminuíram as doenças nervosas;
* 73% diminuíram as doenças de garganta, nariz e pulmão;
* Acima de 40 anos, 67% diminuíram gastos com a saúde e rejuvenesceram.

Carlos Rosa – Ph.D em Patologia Social, Numerólogo Cabalístico e diretor da Academia Brasileira de Numerologia Cabalística. www.professorcarlosrosa.com.br