Chá de Lingerie

Independentemente da nomenclatura, – chá de lingerie, chá de cozinha, chá bar, despedida de solteira ou open house, – o mais importante é reunir as amigas e organizar uma reunião repleta de ‘boas’ surpresas.

No ápice do encontro, quando a noiva já recepcionou suas convidadas e os burburinhos tomaram conta do espaço, uma ‘convidada especial’ entra no recinto e surpreende a todas com uma palestra muito elucidativa. Striptease, massagem sensual e outras técnicas de sedução estão entre os assuntos mais pedidos.

Embora a tradição peça que o comando da festa fique por conta de uma madrinha ou uma irmã, por exemplo, neste tipo de evento é comum a noiva contratar o serviço. “O foco não é apenas reunir as amigas para abrir presentes ou falar sobre o casamento. A ideia é apimentar o encontro, garantindo muita descontração e proporcionando um clima agradável, sem intimidar”, esclarece a palestrante do Clube da Calcinha, Flávia Flohr.

Dicas do Clube da Calcinha:

Quantas pessoas convidar?
Trinta mulheres é um número excelente para que a festa não perca o caráter intimista.

Onde fazer?
Prefira um ambiente mais familiar. No salão de festas do prédio, no apartamento ou na casa da noiva ou de uma amiga. As boutiques de lingerie também costumam ter salas exclusivas para esse tipo de evento. Motéis e lugares abertos como bares e restaurantes podem inibir as convidadas.

Qual a melhor data?
Marque a festa com trinta dias de antecedência para você ter tempo de avisar todas as convidadas e providenciar tudo. O melhor dia? Um mês ou quinze dias antes do casamento. Horário: sábado ou domingo à tarde, ainda são as melhores pedidas!

O que devo servir?
Tem que ser algo fácil e descomplicado. Sanduíches embalados individualmente, canapés variados e frutas secas são opções práticas e bem leves. Capriche no bolo e na mesa de doces, que podem ganhar formatos inusitados de lingerie (biscoitos, chocolates, cupcakes etc). Brigadeiros etílicos não podem faltar! Para beber: que tal caipirinhas de frutas? Deixe as garrafas de bebida-base (saquê ou vodca) em um lindo balde de gelo e as frutinhas cortadinhas em potes decorativos.

É correto fazer uma lista de presentes?
Vale lembrar que a convidada, provavelmente, vai comprar o presente de casamento, portanto, caso faça uma lista de utensílios, acessórios de bar ou lingerie, seja coerente na escolha. O motivo do encontro é ‘celebrar’ a amizade!

Como deve ser a decoração?
Não economize em criatividade! Nada como uma boa visita à Rua 25 de Março ou ao bairro do Pari, em São Paulo, para encontrar excelentes opções de penduricalhos e enfeitinhos inusitados. Flores dão um upgrade instantâneo da decoração. Capriche!

Serviço:
Palestras sensuais do Clube da Calcinha
atendimento@clubedacalcinha.com.br
Tel. (11) 5068-0099 ou (11) 9602-0697

Chá-de-lingerie: para as noivas que têm a casa montada – ou não

Cada vez mais, as mulheres têm optado por organizar um chá-de-lingerie, além do tradicional chá-de-cozinha, ou, então, apenas ele. E dá para entender o porquê.

Se a noiva fizer os dois, ganha itens úteis para a casa e essenciais para si mesma (qual é a mulher que não precisa de calcinhas e sutiãs novos quando casa, sejam eles para o dia-a-dia ou para as noites mais calientes?).  Nós temos várias amigas que optaram pelo chazinho especial – e amaram!!! A maioria afirmou que, além de economizar muito, já que não precisou comprar nenhum desses itens, conseguiu agradar diferentes perfis de convidadas. Para o chá-de-cozinha, elas convidaram as tias, avós, enfim, parentes. Para o chá-de-lingerie, chamaram as amigas, primas, irmãs, colegas do trabalho… Deu supercerto!

Já as noivas que promovem apenas o chá-de-lingerie, geralmente, o fazem para inovar ou, então, porque já têm a casa montada (moravam sozinhas, já moravam com o noivo…). Há, ainda, o caso das mulheres que vão morar no exterior e não têm como carregar os utensílios domésticos. Mas calcinhas e sutiãs, sim… Aliás, esses itens nunca são demais! A gente A-DO-RA – e os nossos parceiros, também.

E, para animar esse tipo de festinha, não faltam opções de entretenimento: as brincadeiras das próprias amigas, a contratação de serviços especializados (Gogoboys, consultoras de sexo, instrutoras de pompoarismo ou de pole dance – isso mesmo, da dancinha no poste etc.). É pra tirar qualquer uma do sofá!!!

Crendices de casamento: “Old, new, borrowed and blue”
Principalmente quando estamos em vias de subir ao altar, nos apegamos a um monte de superstições, rezas, crendices das nossas mães, avós… E, convenhamos, o que há de problema nisso? Se bem não faz, mal é que não vai fazer. Por isso, é melhor nos cercarmos de todos os lados… rsrs

Existe um ditado em inglês que é bem conhecido pelo mundo afora e seguido por muitas noivas. Nós mesmas conhecemos algumas brasileiras que decidiram seguir o que ele diz: uma noiva tem de usar, no dia do casamento, “something old, something new, something borrowed and something blue” (algo velho, algo novo, algo emprestado e algo azul).

Para facilitar, vale à pena investir em uma peça com essas características, como a que nos arrumaram uma vez: era uma cinta-liga azul da avó (velha, emprestada e azul). A noiva precisou, apenas, comprar uma calcinha nova…

No grande dia, nada pode estar marcando… Nada pode tirar o foco de você

Os vestidos de noiva, atualmente, são confeccionados de maneira a tornar desnecessário o uso de sutiã. Mesmo as mulheres que têm bastante busto não precisam se preocupar. Os bojos, posicionados corretamente no modelo durante as inúmeras provas, ajudam a sustentar os seios e a deixar o caimento do vestido perfeito. Isso vale também para os modelos tomara-que-caia. Não há com o que se preocupar, de verdade. Nós mesmas somos prova de que os bojos funcionam…

O que não dá para substituir, porém, é a calcinha. Há quem use apenas meia-calça, mas isso, na nossa opinião, é uma furada. Afinal, você corre o risco de ficar com o elástico da peça marcando no vestido, na região da cintura – o que abalaria toda a produção. É melhor usar meia 7/8, com toda certeza, ou meia nenhuma (no caso de você investir em sandálias).

Não há nada demais em usar calcinha. Pelo contrário. Mas a escolha da peça certa para você deve seguir algumas recomendações:

* pode parecer óbvio, mas não custa avisar: evite tons escuros, afinal, 99% dos vestidos de noiva são brancos ou off-white;

* invista numa calcinha branca, nuage (o novo tom que desaparece sob o branco) ou chocolate, assim como num modelo que não marque. Porém, frente aos narizes torcidos dos noivos para os tons de pele, opte pelos outros dois. Para não restar dúvidas, use a peça (ou uma igual) no dia de uma das provas do vestido e veja se ela está aparecendo ou marcando. Nenhuma das duas coisas deve acontecer;

* em relação a não marcar, cuidado também com as peças em renda. Como o tecido dos vestidos, geralmente, é fino e delicado, acaba denunciando facilmente uma lingerie com mais detalhes;

*nada de investir em um modelo sexy, pequenininho e incômodo. O maridão não verá o que você está vestindo, a não ser que mostre. E, até a noite de núpcias, você já terá tido a chance de trocá-la…

* não abra mão de um modelo confortável, afinal, você será o centro das atenções durante várias horas – e nada pode te incomodar;

* opte por uma lingerie da marca que você mais gosta e costuma usar. Assim, você se sente “em casa” durante todo o evento;

* reserve, pelo menos, duas calcinhas iguais para levar ao local onde fará o dia da noiva (e de onde partirá para o seu casamento). No caso de acontecer alguma coisa com uma das peças, você terá outra. Melhor prevenir…

Mais informações: mariaclaudia@clubedacalcinha.com.br

2 comentários sobre “Chá de Lingerie

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>