Tudo sobre chá de lingerie!

Chá-de-lingerie: para as noivas que têm a casa montada – ou não 

Cada vez mais, as mulheres têm optado por organizar um chá-de-lingerie, além do tradicional chá-de-cozinha, ou, então, apenas ele. E dá para entender o porquê.

Se a noiva fizer os dois, ganha itens úteis para a casa e essenciais para si mesma (qual é a mulher que não precisa de calcinhas e sutiãs novos quando casa, sejam eles para o dia-a-dia ou para as noites mais calientes?).  Nós temos várias amigas que optaram pelo chazinho especial – e amaram!!! A maioria afirmou que, além de economizar muito, já que não precisou comprar nenhum desses itens, conseguiu agradar diferentes perfis de convidadas. Para o chá-de-cozinha, elas convidaram as tias, avós, enfim, parentes. Para o chá-de-lingerie, chamaram as amigas, primas, irmãs, colegas do trabalho… Deu supercerto!

Já as noivas que promovem apenas o chá-de-lingerie, geralmente, o fazem para inovar ou, então, porque já têm a casa montada (moravam sozinhas, já moravam com o noivo…). Há, ainda, o caso das mulheres que vão morar no exterior e não têm como carregar os utensílios domésticos. Mas calcinhas e sutiãs, sim… Aliás, esses itens nunca são demais! A gente A-DO-RA – e os nossos parceiros, também.

E, para animar esse tipo de festinha, não faltam opções de entretenimento: as brincadeiras das próprias amigas, a contratação de serviços especializados (Gogoboys, consultoras de sexo, instrutoras de pompoarismo ou de pole dance – isso mesmo, da dancinha no poste etc.). É pra tirar qualquer uma do sofá!!!

Crendices de casamento: “Old, new, borrowed and blue”
Principalmente quando estamos em vias de subir ao altar, nos apegamos a um monte de superstições, rezas, crendices das nossas mães, avós… E, convenhamos, o que há de problema nisso? Se bem não faz, mal é que não vai fazer. Por isso, é melhor nos cercarmos de todos os lados… rsrs

Existe um ditado em inglês que é bem conhecido pelo mundo afora e seguido por muitas noivas. Nós mesmas conhecemos algumas brasileiras que decidiram seguir o que ele diz: uma noiva tem de usar, no dia do casamento, “something old, something new, something borrowed and something blue” (algo velho, algo novo, algo emprestado e algo azul).

Para facilitar, vale à pena investir em uma peça com essas características, como a que nos arrumaram uma vez: era uma cinta-liga azul da avó (velha, emprestada e azul). A noiva precisou, apenas, comprar uma calcinha nova…

No grande dia, nada pode estar marcando… Nada pode tirar o foco de você

Os vestidos de noiva, atualmente, são confeccionados de maneira a tornar desnecessário o uso de sutiã. Mesmo as mulheres que têm bastante busto não precisam se preocupar. Os bojos, posicionados corretamente no modelo durante as inúmeras provas, ajudam a sustentar os seios e a deixar o caimento do vestido perfeito. Isso vale também para os modelos tomara-que-caia. Não há com o que se preocupar, de verdade. Nós mesmas somos prova de que os bojos funcionam…

O que não dá para substituir, porém, é a calcinha. Há quem use apenas meia-calça, mas isso, na nossa opinião, é uma furada. Afinal, você corre o risco de ficar com o elástico da peça marcando no vestido, na região da cintura – o que abalaria toda a produção. É melhor usar meia 7/8, com toda certeza, ou meia nenhuma (no caso de você investir em sandálias).

Não há nada demais em usar calcinha. Pelo contrário. Mas a escolha da peça certa para você deve seguir algumas recomendações:

* pode parecer óbvio, mas não custa avisar: evite tons escuros, afinal, 99% dos vestidos de noiva são brancos ou off-white;

* invista numa calcinha branca, nuage (o novo tom que desaparece sob o branco) ou chocolate, assim como num modelo que não marque. Porém, frente aos narizes torcidos dos noivos para os tons de pele, opte pelos outros dois. Para não restar dúvidas, use a peça (ou uma igual) no dia de uma das provas do vestido e veja se ela está aparecendo ou marcando. Nenhuma das duas coisas deve acontecer;

* em relação a não marcar, cuidado também com as peças em renda. Como o tecido dos vestidos, geralmente, é fino e delicado, acaba denunciando facilmente uma lingerie com mais detalhes;

*nada de investir em um modelo sexy, pequenininho e incômodo. O maridão não verá o que você está vestindo, a não ser que mostre. E, até a noite de núpcias, você já terá tido a chance de trocá-la…

* não abra mão de um modelo confortável, afinal, você será o centro das atenções durante várias horas – e nada pode te incomodar;

* opte por uma lingerie da marca que você mais gosta e costuma usar. Assim, você se sente “em casa” durante todo o evento;

* reserve, pelo menos, duas calcinhas iguais para levar ao local onde fará o dia da noiva (e de onde partirá para o seu casamento). No caso de acontecer alguma coisa com uma das peças, você terá outra. Melhor prevenir…

Mais informações:  Tel. (11) 5068-0099
chadelingerie@clubedacalcinha.com.br

 

2 comentários sobre “Tudo sobre chá de lingerie!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>